Ir para o conteúdo Ir para as notícias
Página Incial

LOCALIZAÇÃO » MEMORIAL DO ARAGUAIA - O Despontador de um sonho


Menu Principal

Enquete

Enquete

O que acha da iniciativa de construção do Memorial do Araguaia?


Votar Resultados


Você está em: Localização

 

Localização

Imagem: Mapa de tocantins O Memorial do Araguaia será implantado na Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia, mais especificamente, no município de Xambioá/TO, cuja cidade foi escolhida por ter sido palco da Guerrilha do Araguaia, numa justa homenagem àqueles que tombaram na luta por direitos libertários. Nesta cidade encontram-se as cinzas de João Amazonas e os restos mortais de dezenas de outros heróis que deram a vida para que direitos humanitários fossem, hoje, respeitados.

Ademais, trata-se de uma vasta região com gigantesca demanda de bens sociais, cenário propício para implementação de políticas públicas capazes.

Do ponto de vista econômico e ambiental, surpreende por seu potencial do agronegócio e mineral. Segundo a ANA – Agência Nacional de Águas, a Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia apresenta grande potencialidade para a agricultura irrigada, especialmente para o cultivo de frutíferas, de arroz e outros grãos (milho e soja). Atualmente, a necessidade de uso de água para irrigação corresponde a 66% da demanda total da região e se concentra na sub-bacia do Araguaia devido ao cultivo de arroz por inundação. A área irrigável (por inundação e outros métodos) é estimada em 107.235 hectares.

Essa Região possui uma área de 967.059 km² (11% do território nacional) e abrange os estados de Goiás (26,8%), Tocantins (34,2%), Pará (20,8%), Maranhão (3,8%), Mato Grosso (14,3%) e o Distrito Federal (0,1%). Grande parte situa-se na Região Centro-Oeste, desde as nascentes dos rios Araguaia e Tocantins até a sua confluência, e daí, para jusante, adentra na Região Norte até a sua foz.

Cerca de 7,9 milhões de pessoas vivem na região hidrográfica (4,7% da população nacional), sendo 72% em áreas urbanas. A densidade demográfica é de 8,1 hab./km², bem menor que a densidade demográfica do país (19,8 hab./km²).

Na Região estão presentes os biomas Floresta Amazônica, ao norte e noroeste, e Cerrado nas demais áreas. O desmatamento da região se intensificou a partir da década de 70, com a construção da rodovia Belém-Brasília, da hidrelétrica de Tucuruí e da expansão das atividades agropecuárias e de mineração. Atualmente, o desmatamento se deve principalmente à atividade de indústrias madeireiras nos estados do Pará e Maranhão.

Com relação aos indicadores de saneamento básico, todas as unidades hidrográficas apresentam valores superiores às médias nacionais.

O nível de abastecimento de água apresenta realidades bastante variadas, com valores entre 27% no Acará (PA) e 61,7 % no Tocantins. A média regional de atendimento da população por rede de esgoto é de apenas 7,8% e, do percentual de esgoto coletado, apenas 2,4% é tratado.


O Projeto

Foto: maquete do projeto Memorial do Araguaia, clique para ampliar

O projeto do Memorial do Araguaia encontra-se aprovado sob os auspícios da Lei Rouanet.
O monumento será implantado na Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia, mais especificamente, no município de Xambioá/TO, cuja cidade foi escolhida por ter sido palco da Guerrilha do Araguaia, numa justa homenagem àqueles que tombaram na luta por direitos libertários. Nesta cidade encontram-se as cinzas de João Amazonas e os restos mortais de dezenas de outros heróis que deram a vida para que direitos humanitários fossem, hoje, respeitados. Contribua, faça a sua doação Saiba Mais


NossosParceiros

LinksIndicados

www.vermelho.org.br

www.pcdob.org.br

CreditosSite

design por: Joilson.Marques

programação por: